Diretoria

Conheça os membros da diretoria da ABRAI

Fundadora e Presidente

Thaís Emília

Presidenta e Fundadora da ABRAI e do Instituto Jacob Cristopher. É doutora em Educação (Unesp), com a tese intitulada “Educação de Crianças e Adolescentes Intersexo”. Também é especialista em Educação Inclusiva, Diversidade, Sexualidade e Gênero. Mãe de Gui, Ale, Jenny e Jacob Cristopher (bebê Intersexo). Autora do livro “Jacob y”. Embaixadora na luta contra violência de mulheres e de meninas pelo Instituto Avon. Psicopedagoga e Psicanalista. Voluntária na Rede Jacob, no ambulatório de endócrinologia do Hospital São Paulo (Unifesp).

Fundador e Vice-presidente

Shay Bittencourt

Pessoa nascida em condição de intersexo, fundador e vice-presidente da ABRAI.

Fundadora e Diretora de Direitos Humanos e Ativismo.

Dionne Freitas

Terapeuta Ocupacional formada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).
Pós-graduação Lato Sensu pelo Programa de Residência Multiprofissional em Atenção e Cuidado Hospitalar na Saúde do Adulto e Idoso pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e Pós-graduação Strito Sensu Mestrado em Desenvolvimento Territorial Sustentável – Redes Sociais e Políticas Públicas pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Pós-graduação em andamento Strito Sensu Doutorado em Patologia pela Universidade de São Paulo na Faculdade de medicina de Ribeirão Preto FMRP-USP.
Participa do grupo de pesquisa interdisciplinar de Pesquisa sobre Território, Diversidade e Saúde (TeDis) da UFPR e do Grupo de Estudo e Pesquisa Sobre Intersexualidade e Diferenças do Desenvolvimento do Sexo da UNIFESP.
Fundadora e Diretora Executiva da Associação Brasileira de Intersexos, Diretora da Área de Intersexos da Aliança Nacional LGBTI, Membro da Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas, e atuante no movimento Social Intersexo Aliada LGBT+.

Fundador e Tesoureiro

Walter Mastelaro

Advogado, ativista assexual de direitos humanos e de questões LGBTQIA+. Atual coordenador do Núcleo de Saúde e Diversidade da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero, da OAB/SP. É tesoureiro da ABRAI.

Secretaria

Mayara Natale

Mulher Intersexo, 33 anos, natural de Santos Sp, Mãe de Menina, Modelo, Visagista da área da Beleza no litoral de São Paulo e Caracterizadora de personagens formada em Nj Difussion em Paris/França. Ativista e membro e Secretária da ABRAI (Associação Brasileira Intersexo), e Coordenadora Adjunta da Aliança Nacional LGBTI+ na área de Intersexo.

Fundador e Conselheiro Fiscal

Elisberto de Campos

Fundador e Conselheiro Fiscal da ABRAI. Pai de intersexo.

Conselheiro Fiscal

Carlo Braga

Carlo Braga, nascido na Amazônia brasileira, no estado do Pará, na Vila do Cravo, distrito do município de Concordia do Pará, em 20 de novembro de 1967.
Graduado em Educação Artística com habilitação em artes Plásticas (UFPA-1991), Mestrado em Comunicação (UNESP/Bauru-2001), Mestrado Doutor em Religião (PUC/SP-2017).
Arte terapeuta, metre em Reiki xamânico (Acalantus/Bauru – 1991) e mestre em Reiki Usui (Hotmart Club, 2001), com Registro 10352 na ABRATH-BR.
Docente da UFPA desde 1994, onde leciona História da Arte, Percepção Visual e Ética e Informação. Coordena o AGIR – Grupo de pesquisa e extensão em arte, gênero, Informação e religião.
Atuante na ABRAI desde 2020, onde exerce assessoria de temas relacionados à arte e à religião, avaliando contribuições nestas áreas de conhecimento para os estudos sobre gênero, de modo geral, e sobre a intersexualidade em particular.

Fundadora e Conselheira Fiscal

Rachel Rocha

Advogada e Professora. Atualmente, é doutoranda e Mestra em Ciências pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da Universidade de São Paulo (USP). Especialista em Gênero e Sexualidade pelo Instituto de Medicina Social (IMS) da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Especialista em Governo e Poder Legislativo pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Foi vice-presidente da Diversidade Sexual da OAB/SP (2011/2018). Conselheira junto à Associação de Artistas e Amigos da Praça Roosevelt (Adaap) e Gestora da SPEscola de Teatro. Membro da Comissão da Diversidade Sexual da OAB/Santo Amaro desde 2019. Coordenadora Municipal de São Paulo, da frente da Aliança Nacional LGBTI+ (2021-2024). Advogada colaboradora da ABRAI.

Administração

Assistente Social

Pam Herrera

Pâm Herrera, 33 anos, transmasculino não binário, assistente social formado pela UnG - Universidade Guarulhos. Atua há 12 anos na área de assistência social, tendo experiência tanto no terceiro setor (ONGs) quanto no setor público. Pós graduado em Arteterapia pela UNIP - Universidade Paulista, com foco para trabalhos em grupos. Integrou a mesa diretora do Conselho Municipal de Assistência Social de Guarulhos na gestão 2016/2018, tendo sido 1° secretário. Participou do Conselho Municipal de Política para Mulheres de Guarulhos na gestão 2014/2016.
Atualmente, é um dos integrantes do programa "Diversidade é vida" da rádio Resistência SP, sendo este um dos primeiros programas de rádio feito por pessoas trans e travestis com abordagem de temas voltados principalmente para a comunidade LGBTQIA+.
Tem como militância pessoal e profissional a defesa dos direitos humanos e a luta LGBTQIA+.

Membros

Co-fundadora e Membro

Carolina Iara

Carolina Iara, é mulher intersexo, travesti, negra, bissexual e positHIVa. Covereadora pela Bancada Feminista do PSOL, em uma mandata coletiva de cinco mulheres. É mestranda em Ciências Humanas e Sociais (UFABC), além de ser escritora e poeta. Na ABRAI, é Conselheira Fiscal.

Membro e Advogada

Môni Porto

Môni Porto, advogada, professora, mestranda em Direitos Humanos pela PUC/PR. especialista em direito e processo do trabalho e direito previdenciário pela Faculdade de Sergipe, especialista em Direito Homoafetivo e de Gênero pela UNISANTA. Facilitadora em Justiça Restaurativa (URJ) pelo convênio da FAPESE com a OAB/SE. Com vasta atuação em direito médico e violência contra vulneráveis. Primeira pessoa pessoa intersexo a presidir uma comissão temática em uma seccional da OAB.

Membro

Dan Brosko

Filho, neto, irmão, tio e parça. Criado do Botujuru. Estuda, vivencia e trabalha com arte, política e psicologia, a maneira como cada ser humano imprime e é impresso no mundo. Cursou estudos de direção e audiovisual, atualmente graduando em psicologia. Certificado como agente comunitário de saúde, defende a saúde integral como indissolúvel de corpo, consciência, expressão, espaço e interações. Gênero e sexualidade estão sempre em evidência em suas formações, sendo as peças que reconhece carecer de manejo profissional, crítico e adequado. Encontra propósito em tudo que abre corações e fecha feridas.

Voluntários

Bioadvogado

Joel Filho

JOEL PIRES MARQUES FILHO
Intersexo 47 XXY, preto, cisgênero e demissexual.
Bioadvogado (Advogado Especialista em Direito Aplicado aos Serviços de Saúde), Pesquisador Científico/Rekhético de Africologia e Estudos Ameríndios do Laboratório Geru Maa da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) na linha principal de pesquisa sobre KEMET (Antigo Egito), linha secundária de pesquisa sobre Justiça Restaurativa dentro da concepção Maatica e na linha terciária de pesquisa sobre masculinidades contra hegemônicas dentro da concepção Maatica de KEMET (Antigo Egito), Diretor Jurídico na área de Biodireito, Direitos Humanos e Direito de Saúde dos bebês nascidos intersexo e suas famílias endosexo e intersexo, intersexo PCDs e questões biojurídicas étnico-raciais das pessoas nascidas intersexo na ABRAI (Associação Brasileira de Intersexos), ministra aulas acessíveis e gratuitas à toda população no Instituto Black School sobre Abolicionismo Penal, integrante veterano da Extensão Universitária de Relações Étnico-Raciais Sankofa na UNISUAM, integrante da ANAN (Associação Nacional da Advocacia Negra), militante antirracista e da intersexualidade negra (LGBTQIA+), possui trabalhos publicados, é Poerídico (Poeta Jurídico) e é mentorado da OAB/RJ na área de Direito Militar Disciplinar.

Pesquisador

João de Deus

Intersexo. Nasceu com Insensibilidade Androgênica Parcial aos Andrógenos . Cursa o técnico integrado em Lazer pelo IFRN Instituto Federal do Rio Grande do Norte. É integrante do GPLES ( Grupo de Pesquisa em Lazer, Esporte e Sociedade ) onde realiza pesquisa na área de educação sexual no âmbito da mesma instituição. Participou da tese “O que dá humanidade ao corpo ? Desdobramentos do sexo-gênero para o reconhecimento da intersexualidade ” da Doutora em Ciências Sociais pela UFRN ,Mikelly Gomes da Silva e do livro “ Além do que se vê – Relatos de quem nasceu intersexo no Brasil “ da jornalista Ana Clara Morais.

Psicóloga

Amanda Schiavon

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).
· Mestra e doutoranda em Psicologia Social e Institucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
· Integrante do Núcleo de Pesquisa em Sexualidade e Relações de Gênero (NUPSEX/UFRGS).
· Pesquisa os seguintes temas: infâncias, intersexualidades, diversidades corporais, bioética e direitos humanos, tecnologias jurídicas.
· Pesquisadora no projeto de pesquisa “Intersexualidades e reconhecimento de sujeitos de direito: uma abordagem interdisciplinar”.
· Trabalha como psicóloga clínica autônoma, online e presencial, pelo CRP 07/31899.
· Psicóloga voluntária no grupo de assessoria jurídica universitária G8-Generalizando (SAJU/UFRGS), grupo que atua na defesa dos direitos sexuais e de gênero.